Homem vai a hospital depois de Watch alertar sobre ritmo cardíaco irregular

Em 26 de Fevereiro de 2019 às 11:17
Homem vai a hospital depois de Watch alertar sobre ritmo cardíaco irregular

Cardiologista de Seattle informou à imprensa local que alerta do dispositivo da Apple pode ter evitado derrame de paciente com fibrilação atrial

Usuários do Apple Watch já relataram histórias em que o dispositivo os alertou sobre problemas sérios e até casos extremos em que entrou em contato com policiais ou médicos. Desta vez, o relógio foi o suposto responsável por notificar um homem de Washington que sua fibrilação atrial (FA), um tipo comum de arritmia cardíaca, havia retornado. O paciente já havia sido tratado de FA, mas ela pode ser intermitente.

O cardiologista Phil Massey, de Seattle, compartilhou o relato com a agência de notícias local, a KIRO 7. Segundo o médico, o Apple Watch alertou o paciente de que seu ritmo cardíaco estava irregular, o que o fez procurar um hospital. Como ele estava sem medicação, só percebeu que sua FA havia retornado depois que o dispositivo o notificou sobre seus batimentos instáveis.

“A FA pode ser intermitente. Então, o paciente pode entrar no consultório e estar em ritmo normal, mas o rastreamento [cardíaco] feito pelo relógio alerta de que a FA voltou”, diz. O cardiologista acrescenta que a tecnologia de eletrocardiograma do Apple Watch foi importante porque pode ter evitado um derrame.

Massey disse, ainda, que está animado em ver que problemas de ritmo cardíaco podem ser detectados fora do consultório médico graças ao avanço de dispositivos com monitoramento da saúde dos usuários. “Isso é emocionante”, conclui. O Apple Watch mais recente tem sensor de detecção de queda e eletrocardiograma embutido (EKG ou ECG) para monitorar a frequência cardíaca e verificar anomalias.


Fonte: Olhar Digital
Centrocardio 2019 © Todos os direitos reservados
Desenvolvido por